Última atualização em 27/08/2017

Suco de frutas é tão ruim quanto refrigerante


Quantas pessoas você conhece que não tomam refrigerante?

Aposto que são várias.

Eu, mesma, conheço muitas!

A maioria das pessoas acha que só parar com esse hábito já resolve muitos problemas.

Se elas substituíssem o refrigerante por água com gás ou café, por exemplo, ótimo; porém, tenho toda a certeza que o substituto é o suco de frutas.

E, infelizmente, não poderia existir substituto pior!

Confira a seguir porque suco de frutas – até mesmo os naturais! - são tão ruins quanto refrigerantes.

Sucos de fruta industrializados nem são sucos de fruta de verdade

Infelizmente, a indústria alimentícia nem sempre é… honesta, digamos.

Mesmo que na embalagem esteja escrito 100% natural, basta uma passada de olhos nos ingredientes para comprovar o contrário.

Depois de ser espremido a partir da fruta, o suco é geralmente estocado em enormes tanques, dos quais o oxigênio é quase totalmente retirado.

Assim, o suco fica por até um ano antes de ser embalado.

Esse método de estocagem retira todo o sabor do suco, obrigando as fábricas a colocarem substâncias artificiais para dar cheiro e gosto novamente ao produto.

Então, mesmo que a embalagem diga que é natural… nunca confie.

Na maioria das vezes, o suco é apenas água com sabor artificial de fruta e açúcar.

Suco de frutas versus a fruta inteira: porque o sólido é sempre melhor

O suco de laranja contém vitamina C e é uma ótima fonte de folato, potássio e vitamina B1.

Além disso, é rico em antioxidantes (1, 2, 3).

Você deve estar pensando: “Ótimo! Onde está a parte ruim?".

Bem, a parte ruim é que isso não chega nem perto do que uma laranja inteira pode oferecer.

Primeiro de tudo: calorias sólidas são registradas e processadas pelo nosso corpo de uma forma totalmente distinta das calorias líquidas, e estas são um terror à parte.

Deixe-me explicar.

Frutas são alimentos incrivelmente saciantes, mas o mesmo não ocorre com apenas o seu suco.

Se você beber somente a parte líquida da fruta, sua fome não vai embora, obrigando-o a comer mais para saciar o apetite.

Ou seja, mais calorias na sua conta (4, 5).

Inclusive, há estudos que mostram que o suco de fruta é relacionado a um aumento no risco de obesidade e diabetes tipo II, enquanto a fruta em si é associada a um decréscimo nesse risco (6, 7, 8, 9, 10).

Além disso, a fruta inteira é rica em fibras e oferece uma certa resistência à mastigação.

Tudo isso contribui para que os nutrientes (e o açúcar, inclusive) sejam absorvidos lentamente pelo nosso organismo, impedindo o fígado de metabolizar grandes quantidades de frutose de uma vez só.

Entretanto, quando você bebe um copo de suco de fruta, o açúcar vai direto para o seu fígado, sem fibras, sem resistência.

Sobrecarregar o fígado desse jeito é sempre uma péssima ideia.

Ele é o único órgão do nosso corpo que consegue metabolizar a frutose em larga escala, e quando isso acontece, ela é transformada em gordura.

Se essa ingestão exagerada de frutose for frequente, você pode desenvolver uma doença chamada esteatose hepática não associada ao álcool (também chamada de fígado gorduroso) e também pode chegar ao ponto de desenvolver problemas metabólicos sérios como resistência a insulina e, mais adiante, diabetes tipo II (11, 12, 13, 14, 15).

Ok, não vamos ser tão exagerados: um copo de suco não vai matar ninguém.

Para pessoas magras e atléticas, uma frutosezinha aqui e ali não faz grande diferença.

Agora, para pessoas acima do peso e já com problemas metabólicos, tomar suco frequentemente pode ter consequências desastrosas (16, 17).

Estudos mostraram que o açúcar na forma líquida pode aumentar os níveis de triglicerídeos e colesterol LDL no sangue, além de causar acúmulo de gordura abdominal, assim, levando ao desenvolvimento de resistência à insulina num período de apenas 10 semanas (18).

Embora tenham sido empregadas bebidas adoçadas artificialmente nesses estudos, não há razão para crer que sucos naturais de fruta estejam fora dessas estatísticas.

Veja só: um copo de 350 ml de Coca-Cola contém 140 calorias e 40 gramas de açúcar.

A mesma quantidade de suco de laranja contém 165 calorias e 39 gramas de açúcar.

Certamente que seu cérebro e suas células não saberão sequer diferenciar as duas bebidas.

Mas, caso você ainda esteja grilado, há algumas pesquisas empregando especificamente sucos naturais, e o resultado não poderia ser diferente.

Em uma delas, um copo de 480 ml de suco de uva foi dado aos participantes por 3 meses, todo dia.

O resultado?

Aumento da circunferência da cintura e uma bela resistência a insulina (19).

É natural? É. Mas o açúcar ainda está lá.

Tirando conclusões

Temos muita bagagem científica para acreditar piamente que, mesmo que frutas sejam alimentos saudáveis, suco de frutas é sempre uma má ideia.

Agora, ajude seu amigo que não toma refrigerante a largar o suco também – compartilhe esse artigo com ele!

Até mais! :)

Traduzido e adaptado de Authority Nutrition.

Compartilhe: